Webinar junta parceiros para discutir Dieta Mediterrânica

Webinar junta parceiros para discutir Dieta Mediterrânica

O Centro de Competências da Dieta Mediterrânica (CCDM) e a Câmara Municipal de Tavira (CMT), em colaboração com a Universidade do Algarve (UAlg) e as Direções Regionais de Agricultura e Pescas do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, e Alentejo, organizaram, no dia 30 de outubro, uma sessão de divulgação online sobre o potencial da Dieta Mediterrânica (DM) na promoção da coesão e desenvolvimento sustentável dos territórios.

O webinar pretendeu demonstrar a relevância que a DM assume já no Algarve, na promoção e desenvolvimento sustentável, contribuindo também para a sua coesão, tendo sido também apresentados alguns exemplos de boas práticas.

A Presidente de Câmara Municipal Tavira, Ana Paula Martins presidiu à sessão de abertura, numa intervenção centrada na realidade de Tavira, comunidade portuguesa representativa da DM. Seguidamente, Custódia Correia, da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) apresentou os projetos em curso “Salvaguarda da Dieta Mediterrânica para a promoção de um estilo de vida saudável e modelo de sociedade sustentável” e “Territorial MED” promovidos pelo Centro de Competências da Dieta Mediterrânica (CCDM).

Ana de Freitas, Vice-reitora e coordenadora do Grupo de Trabalho para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica da Universidade do Algarve, centrou a sua comunicação na importância da dieta mediterrânica, falando sobre a experiência no Algarve na preparação e implementação de um plano de salvaguarda da DM. Também Francisco Serra, presidente cessante da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), destacou a dinâmica de colaboração entre sectores e o trabalho já realizado no Algarve, nomeadamente no âmbito do Conselho Regional da Dieta Mediterrânica, presidida pela CCDR Algarve.

Outras entidades com responsabilidade na promoção e salvaguarda da DM apresentaram também as suas perspetivas sobre a Dieta Mediterrânica, bem como o trabalho desenvolvido, no Turismo (João Fernandes, Presidente da Região de Turismo do Algarve), na Cultura (Adriana Freire Nogueira, Diretora Regional de Cultura do Algarve), na Saúde (Teresa Sancho, Administração Regional de Saúde do Algarve), e na Agricultura e Pescas, Pedro Valadas Monteiro (Presidente da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve).

Na segunda parte da sessão foram apresentados exemplos de boas práticas. A Associação In Loco apresentou os projetos “Prato Certo”, por Artur Gregório, e “Rota da Dieta Mediterrânica”, por Arlete Rodrigues. Nuno Alves, da Empresa Grandcarob, falou sobre o desenvolvimento de “Produtos Alimentares à base de alfarroba”.

Esta sessão realizou-se no âmbito do Projeto “Salvaguarda da Dieta Mediterrânica para a promoção de um estilo de vida saudável e modelo de sociedade sustentável”, financiado pelo PDR 2020.

Além deste webinar, está ainda prevista a realização de um conjunto de sessões de trabalho (online), nas regiões do Alentejo, Lisboa e Vale do Tejo, Centro e Norte, para identificação das principais ações a adotar para promover a salvaguarda e valorização da DM enquanto contributo para uma estratégia de desenvolvimento sustentável e inclusivo.

De salientar que a “dieta mediterrânica” enquanto padrão alimentar é reconhecida pela comunidade científica e pela Organização Mundial de Saúde como uma “dieta saudável e sustentável”. Em 2013, foi reconhecida pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade e, nesse sentido, importa preservá-la e valorizá-la.

 Este projeto pretende, assim, contribuir para a articulação dos diversos atores de cada região, implicados nesta temática, para que, à semelhança do que já se verifica no Algarve, se possa fomentar o conhecimento, a salvaguarda e a valorização de toda a diversidade cultural e natural como recurso potenciador do desenvolvimento regional, com base num referencial onde se definam os parâmetros que se enquadram no conceito de DM.

Assista ao webinar aqui.

Share Partilhar